quinta-feira, 27 de setembro de 2007

A Necessidade do Conhecimento da Palavra! - Parte 2

Já faz algum tempo que não postamos nada. É fato que ando muito ocupado, até porque estamos envolvidos em um novo e grande projeto!


Acesse-o e saiba mais! Opine, ore e divulgue!



Vamos à enquete!

Colocamos por um período de aproximadamente duas semanas a enquete com o seguinte tema:

O resultado que esperávamos não era este, porque apenas 14 pessoas votaram nesta enquete. Não sabemos os motivos disto, se foi medo de serem reconhecidos, desconhecimento, se todos que acessaram eram obreiros, etc. O fato é que esperávamos mais votos do que estes, já que tivemos um número considerável de acesso neste período.

Vamos à análise, considerações e conclusão da enquete.



Em 1º lugar com 50% dos participantes, o sermão da palavra é aplicado dentro de um período de 30 a 60 minutos.

Este tempo é razoável, se considerar-mos o fato de que em muitas igrejas, existem muitos departamentos (órgãos) de louvor que, queiramos ou não, tomam bastante tempo de um culto.



Em 2º lugar com 28% dos participantes, o sermão é aplicado em um tempo superior a 60 minutos (1h).

Este deveria ser o maior percentual desta enquete, mas o que talvez deva refletir aqui, é que este tempo elevado, só ocorre, na maioria das vezes, nas congregações mais bem estruturadas, onde os departamentos (órgãos) de louvores, são escalados para poderem auxiliar no culto e não há uma "enxurrada" de louvores "tomando" o tempo. Onde o pregador (pastor ou escalado), tem um preparo e há dedicação à palavra e ao seu ensino.



Em 3º lugar com 14% dos participantes, o sermão é aplicado em um tempo menor que 30 minutos.

Quando isto acontece, demonstra-nos que alguns problemas possivelmente estão ocorrendo:

- O tempo está sendo distribuído de forma errada.

- O louvor está tomando o tempo da palavra.

- O pregador (pastor ou escalado), não possui aptidão para o ensino ou não é qualificado e também não se dedica ao conhecimento e ao ensino da palavra.

Vamos analisar um fato:

Imaginemos que uma pessoa vai ao médico, sentindo uma agonia, que ela não consegue descrever. Ao chegar ao médico, ele (o médico) ouve os sintomas por cerca de 5 minutos e logo a pós isto lhe faz alguns questionamentos rápidos e depois lhe diz; vá para casa e eu lhe espero aqui na próxima semana.

Assim somos nós quando vamos ao culto de instrução ou de doutrina, muitas vezes sentindo algo que não sabemos descrever, se é angustias ou o que é, esperando uma solução por parte do médico (pastor ou escalado) que nos conforte, nos ajude, nos anime. Mas o que encontramos, são alguns questionamentos como: "como está a tua vida diante de Deus irmão?", "o que tu tens feito para Deus irmão?","como tu está com teu irmão e com o teu visinho irmão?". Talvez algumas palavras de efeito e só. Ao término o dirigente do culto diz: queremos ver todos aqui na próxima semana!

Ao invés disto o médico (pregador, pastor ou escalado), deveria fazer um diagnóstico bem aprimorado (que não é feito de qualquer forma e em pouco tempo), mediante a palavra de Deus, e depois aplicar o medicamento necessário encontrado também na bíblia, a palavra de Deus.



Em lugar com 1% dos participantes diz que na sua igreja: "NÃO É ENSINADA A VERDADEIRA PALAVRA".

Este parece ser o pior de todos os problemas. Sabemos de fatos de que, em muitas igrejas, não existe ensino de espécie alguma. Há reuniões em que o pregador, parece mais um "dono louco" de uma concecionária de automóveis, que anda distribuindo chaves de automóveis a vontade. Há também os donos de imobiliárias distribuindo casas e apartamentos. Há também os "Forrest Gump´s", os contadores de estórias. Mas, PALAVRA que é bom NADA!



O que nos diz a PALAVRA de DEUS, sobre o ensino?

Pv 13.14 "O ensino do sábio é uma fonte de vida..."

Rm 12.7 "... se é Ensinar, haja dedicação ao ensino."

1 Tm 4.7-13 "Mas rejeita as fábulas profanas..." , "Manda estas coisas e ensina-as." , "Perciste em Ler, exortar e ensinar..."

2 Tm 2.2 "... confia-o a homens fiéis, que sejam idôneos, para também ensinarem a outros."

Este tema é a segunda parte do post: "A NECESSIDADE DO CONHECIMENTO DA PLAVRA - Parte 1"

Clicando sobre o tema, você acessa todo o assunto!

sexta-feira, 14 de setembro de 2007

Renan Calheiros... Depois do CASO PASSADO!

Achei algo muito interessante no blog no Altino Machado!

Click aquí! http://altino.blogspot.com/2007/09/leilo-poltico.html

Tem que rir para não chorar!

quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Caso RENAN CALHEIROS?????

Postamos as 15:hs...

Abertura da sessão - Jornal O Glogo, click aquí!

Renan se mostra "Confiante" e sorridente, segundo o ESTADÃO. Click aquí!

Resultado da enquete do Jornal O POVO. Click aquí!

Postamos as 17:35 hs...

Sai o resultado. Pasmem! Click aquí! - a fonte é GLOBO.COM

BEM QUE ALGUÉM JÁ HAVIA "PROFETIZADO!"

Assinaturas contra o "Imposto" da CPMF.

Passa de 1 milhão de assinaturas, contra o "Imposto" da CPMF.!

Veja no link e vote se voçê é contra:

http://www.contraacpmf.com.br/cpmf.asp

terça-feira, 11 de setembro de 2007

Educação para a Política ou Política para a Educação?

O que pode ser feito para se resolver a situação do nosso país?
Veja os link´s com atenção!
A "Educação no nosso Brasil"



A "Política no nosso Brasil"

O que precisamos resolver primeiro? A "Política" ou a "Educação"?

Acredito que resolvendo primeiro o problema da política, a "nova" política resolverá o problema da educação. Ou será que é o contrário? Primeiro resolvemos o problema da educação, para daí com pessoas melhores educadas e mais bem preparadas, podermos resolver os problemas da política?

Já não sei mais como resolver nada!?!?!?!?!?

segunda-feira, 3 de setembro de 2007

A Necessidade do Conhecimento da Palavra!

Recentemente fui convidado a aplicar um questionário bíblico, em uma congregação da Assembléia de Deus. O questionário foi elaborado por mim e por um outro irmão, baseado no evangelho de Mateus 23.34 - 39 e Cap. 24.1 - 35, com questões bastante elementares como; QUANTO TEMPO DURARÁ O PERÍODO DA GRANDE TRIBULAÇÃO?, PEDRAS QUE NÃO SEJAM DERRIBADAS (DERRUBADAS) de MT. 24.2.?, e em uma cruzadinha uma das questões era: SERÁ USADO PARA ANUNCIAR A VINDA DO SENHOR JESUS?

Todas as perguntas estavam expostas com os versículos bíblicos para serem referenciados, e possuíam quatro (04) opções de resposta para serem marcadas, o que facilitaria para o questionado a resposta da questão. Até porque, vendo as respostas e comparando com os versículos, seria até fácil de lembra a resposta correta.

O valor total de pontuação do questionário era de 16 pontos para aqueles que conseguissem responder todas as perguntas e cruzadinhas. Havia premiações para 1º, 2º e 3º colocados, e premiações diversificadas entre os participantes, que perfaziam um total de sete (07) premiações.

Tudo isso estava muito bom, porém, o resultado final das questões me deixou preocupado.!

A média apurada, somando todas as notas e dividindo pela quantidade de participantes, foi de 3,88. Do total de participantes, só seis (06) atingiram nota maior que 6,0, e o primeiro colocado atingiu a nota 10,0, que não era a nota máxima, porque a máxima seria 16,0.

Entre os grupos convidados de congregações diferentes, foram premiados pela soma das notas do grupo, dividindo pela quantidade de componentes, onde extraímos a média:

- em 1º lugar um grupo com 4 componentes, obteve média 4,0.

- em 2º lugar um grupo com 5 componentes, obteve média 3,96.

- em 3º lugar um grupo com 8 componentes, obteve média 3,93.

No culto de encerramento das festividades foi entregue os prêmios; bíblias, porta cd´s, etc. Muito bom.!

Por este motivo resolvi blogar este post, trazendo a minha preocupação em relação ao conhecimento da palavra.

Já há algum tempo tenho acompanhado obreiros, que se queixando da situação atual da igreja em relação aos trabalhos na casa do Senhor e principalmente em relação ao desejo do conhecimento da Palavra de Deus. Acontece que estamos vivendo dias difíceis (2 TM. 3.1). Estamos mais acostumados a dizer ou a ouvir “O MEU POVO ESTÁ SENDO DESTRUIDO PORQUE LHE FALTA O CONHECIMENTOOS. 4.6a. É uma frase muito bonita de se dizer mas muito DURA de ouvir. Porque as pessoas costumam falar apenas a parte “a” do vs. 6 e esquecem de ler e pronunciar o restante do versículo que diz: “PORQUE TÚ SACERDOTE REJEITASTES O CONHECIMENTO...”. A culpa não estava no povo, mas sim, no SACERDOTE que havia se desviado do conhecimento de Deus.

A PERGUNTA É.!

O QUE ESTAMOS ENSINANDO NOS PÚLPITOS DAS IGREJAS.???

Se é que estamos ensinando.!? Ou estamos “Gastando” o tempo com "estórias de carochinha”? Ou dando mais prioridade aos louvores do que ao ensino da palavra? Talvez usando o tempo precioso do nosso culto naquilo que não edifica, fazendo da casa de Deus de lugar de troca de moedas. (MT. 21.12,13)

A Palavra de Deus deve ter prioridade em nossos cultos, porque só ELA nos traz o conhecimento, e o conhecimento da palavra nos trará à santificação (JO. 17.17).

O que se vê hoje é um punhado de “ANIMADORES DE AUDITÓRIO”, mais preocupado com as glórias que saem da boca dos irmãos, mediante o uso das PALAVRAS DE EFEITO, tais como: “RECEBA A BENÇÃO AÍ... RECEBA, RECEBA, RECEBAAAAAA.!!!!”, quase estourando os nossos tímpanos.

Muitos “OBREIROS” têm se enveredado por este caminho, e deixando de se aplicar ao verdadeiro conhecimento e ensino, que é obrigação de todo àquele que é ou se diz “CHAMADO” por Deus para a sua obra. (2 TM. 4.1-5)

Que Deus nos Ajude.!

Colocaremos uma enquête deste assunto.!

Participe, ore e divulgue.!